Fonacate conversa com parlamentares sobre Reforma Administrativa

Fonacate conversa com parlamentares sobre Reforma Administrativa

Darci de Matos e Lincoln Portela ressaltaram que vão estudar o substitutivo global do texto, elaborado pelo Fonacate em parceria com a Frente Servir Brasil, assim como demonstraram interesse em receber todos os dados e informações elaborados pelo Fórum.

Com informações de:
Ascom/Fonacate e Ascom/Anpprev

Publicado em: 17/06/2021 18:24

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on skype
Share on telegram

Publicado em: 17/06/2021 18:24

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on skype
Share on telegram

 

O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) tem buscado o diálogo com os parlamentares das mais diversas orientações partidárias da Câmara dos Deputados para alertar sobre os prejuízos do atual texto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/2020, que dispõe sobre a reforma administrativa.

Nesta quinta-feira (17), houve reuniões virtuais com os deputados federais Darci de Matos (PSD/SC), Lincoln Portela (PL/MG) e o relator da matéria na Comissão Especial Arthur Maia (DEM/BA) – clique aqui e saiba mais sobre esse último encontro.

No primeiro encontro da manhã, com o deputado Darci de Matos, os representantes das entidades elencaram pontos da proposta que representam ameaças ao funcionalismo e ao serviço público. Dentre eles, a preocupação com a concessão de “superpoderes” ao presidente da República, para alterar, transformar e reorganizar cargos públicos efetivos, inclusive suas atribuições, via decreto. Também quanto à multiplicação de vínculos na Administração Pública e suas implicações jurídicas e no financiamento do regime previdenciário dos atuais servidores e, ainda, sobre a flexibilização da estabilidade e a possibilidade de ocupação de cargos de liderança técnicos e estratégicos por indicados políticos.

Ao longo da reunião, o deputado Darci anotou as sugestões e pediu que o Fórum as consolidasse em um documento para nortear os diálogos do parlamentar com o relator da PEC na Comissão Especial da Câmara, Arthur Maia. Darci de Matos afirmou ainda que o objetivo é aprimorar a redação da proposta, de modo a “proteger de fato os atuais servidores”. De acordo com ele, existe “bom clima” para algumas mudanças.

Já Lincoln Portela, cuja reunião foi no começo da tarde, disse que considera que o governo apresentou um texto sem ver a real dimensão dos impactos da PEC. Se comprometeu a trabalhar para reduzir danos e se colocou à disposição para o debate.

O presidente do Fonacate, Rudinei Marques, reiterou que a PEC 32 é uma proposta de “reforma de RH mal feita”, que não vai reduzir gastos do Estado e nem ajudar o país voltar a crescer, ao contrário, “vai entregar grandes áreas do setor público para a iniciativa privada”.

Os demais representantes no encontro reiteraram a preocupação do debate açodado, sem ouvir o funcionalismo, sobre uma matéria tão importante para o país.

Darci de Matos e Lincoln Portela ressaltaram que vão estudar o substitutivo global do texto, elaborado pelo Fonacate em parceria com a Frente Servir Brasil, assim como demonstraram interesse em receber todos os dados e informações elaborados pelo Fórum.

Categoria

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Scroll Up