PEC 32» “Nem o governo conhece o texto que mandou para cá”, afirma deputado Valtenir Pereira

PEC 32» “Nem o governo conhece o texto que mandou para cá”, afirma deputado Valtenir Pereira

O deputado acha muito difícil a PEC 32 não ser aprovada pela Câmara, pois o governo tem boa parte dos votos. Para aprovar a PEC, são precisos 308 votos.

Com informações de:
Ascom/Fonacate

Publicado em: 01/07/2021 16:12

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on skype
Share on telegram

Publicado em: 01/07/2021 16:12

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on skype
Share on telegram

Entidades afiliadas ao Fonacate conversaram na tarde desta quarta-feira (30 de abril) com o deputado federal Valtenir Pereira (MDB/MT), em pauta, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 32/2020), da reforma administrativa.

O parlamentar começou a reunião informando que a Comissão Especial da PEC 32 deliberou prorrogar por mais três sessões o prazo para apresentação de emendas. O Fonacate apoia a emenda CD212073903900, de autoria do deputado André Figueiredo (PDT/CE), que visa corrigir problemas que poderiam trazer danos irreparáveis à Administração Pública e à prestação de serviços à população.

O deputado acha muito difícil a PEC 32 não ser aprovada pela Câmara, pois o governo tem boa parte dos votos. Para aprovar a PEC, são precisos 308 votos. Contrário à proposta, Valtenir afirmou: “fragilizar as instituições públicas é fragilizar a democracia. E essas instituições são feitas pelos servidores que as compõem. Não entendo como essa PEC vai passar pelo Congresso sem o debate firme que deveria ser feito sobre o tema”.

Já o presidente do Fonacate e da Fenaud, Rudinei Marques, destacou a dificuldade que está o acesso aos parlamentares, em virtude da pandemia e da impossibilidade de conversar com cada um. E aproveitou para alertar que a proposta atinge duramente os atuais servidores e vai precarizar os serviços públicos no Brasil.

Valternir complementou: “nem o governo sabe o texto que mandou para cá. Eles desconhecem os reais impactos que essa PEC, se aprovada pelo Congresso, vai causar para o funcionalismo e a população”.

“O resultado será mais corrupção no Brasil”, ressaltou o vice-presidente do Fonacate e presidente do Sindilegis, Alison Souza.

Por fim, Valternir se colocou à disposição do Fonacate para debater temas de interesse do funcionalismo e da sociedade e se comprometeu a assinar a emenda que é apoiada pelo Fórum e afiliadas.

Categoria

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Scroll Up