Jornal dos Economistas lança edição especial sobre o livro “Dominância Financeira e Privatização das Finanças Públicas no Brasil”

Jornal dos Economistas lança edição especial sobre o livro “Dominância Financeira e Privatização das Finanças Públicas no Brasil”

Organizado pelo Fonacate e lançado em maio deste ano, o livro é uma crítica ao modelo econômico que está em implementação no Brasil e, ao mesmo tempo, uma sugestão de caminho para o desenvolvimento nacional, a organização do Estado e o manejo da política econômica. 

Com informações de: Ascom/FONACATE

O Jornal dos Economistas, publicado pelo Conselho Regional de Economia (Corecon) do Estado do Rio de Janeiro, lançou, neste mês de novembro, uma edição especial sobre o livro “Dominância Financeira e Privatização das Finanças Públicas no Brasil”.

Organizado pelo Fonacate e lançado em maio deste ano, o livro é uma crítica ao modelo econômico que está em implementação no Brasil e, ao mesmo tempo, uma sugestão de caminho para o desenvolvimento nacional, a organização do Estado e o manejo da política econômica.

“Resumidamente, sabe-se que desde os anos 1990 está em curso no Brasil um processo complexo de financeirização e privatização das finanças públicas federais, que se manifesta por meio da liberalização financeira, da consolidação de regras fiscais disfuncionais à gestão da demanda agregada e do pleno emprego, da desindustrialização e da preservação e impulso à reprodução fictícia da riqueza, expressa em altas taxas de lucratividade das atividades de intermediação financeira e na centralidade dos ganhos de tesouraria para as atividades produtivas”, contextualiza José Celso Cardoso Júnior, presidente da Afipea e coordenador da Comissão de Estudos do Fonacate, e também organizador da obra junto ao presidente do Fórum, Rudinei Marques.

Na publicação, o Jornal dos Economistas divulga artigos dos autores do livro com o objetivo de aprofundar o debate e lançar luz sobre aspectos do funcionamento do Estado brasileiro pouco discutidos.

Para acessar o livro “Dominância Financeira e Privatização das Finanças Públicas no Brasil” clique aqui .

Assista abaixo ao vídeo de José Celso Cardoso comentando o livro. E para conferir com exclusividade o Jornal dos Economistas, edição especial do nosso livro, faça o download do PDF ao final da matéria.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on skype
Share on telegram

Notícias Relacionadas

Nota técnica da Consultoria de Orçamentos, Fiscalização e Controle mostra que PEC 32 fará com que serviço público tenha mais de 1 milhão de cargos para livre nomeação.
Nota técnica da Consultoria de Orçamentos, Fiscalização e Controle mostra que PEC 32 fará com que serviço público tenha mais de 1 milhão de cargos para livre nomeação.
Nota técnica da Consultoria de Orçamentos, Fiscalização e Controle mostra que PEC 32 fará com que serviço público tenha mais de 1 milhão de cargos para livre nomeação.
“Todas as entidades do Fonacate que estiveram na CCJ rejeitaram a inserção desses princípios na Constituição, assim como o hiperpresidencialismo. Foi um avanço pequeno, mas que deve ser celebrado pelo conjunto do funcionalismo”, disse Rudinei Marques.
“Todas as entidades do Fonacate que estiveram na CCJ rejeitaram a inserção desses princípios na Constituição, assim como o hiperpresidencialismo. Foi um avanço pequeno, mas que deve ser celebrado pelo conjunto do funcionalismo”, disse Rudinei Marques.
“Todas as entidades do Fonacate que estiveram na CCJ rejeitaram a inserção desses princípios na Constituição, assim como o hiperpresidencialismo. Foi um avanço pequeno, mas que deve ser celebrado pelo conjunto do funcionalismo”, disse Rudinei Marques.
Números revelam que, em relação ao PIB, gasto total com funcionários públicos ativos da União é menor que o registrado há 22 anos.
Números revelam que, em relação ao PIB, gasto total com funcionários públicos ativos da União é menor que o registrado há 22 anos.
Números revelam que, em relação ao PIB, gasto total com funcionários públicos ativos da União é menor que o registrado há 22 anos.
Funcionalismo público terá reunião com secretário nesta terça-feira; categorias querem interlocução permanente com a União, ampliação do teletrabalho e discutir outros temas.
Funcionalismo público terá reunião com secretário nesta terça-feira; categorias querem interlocução permanente com a União, ampliação do teletrabalho e discutir outros temas.
Funcionalismo público terá reunião com secretário nesta terça-feira; categorias querem interlocução permanente com a União, ampliação do teletrabalho e discutir outros temas.
O presidente do Fonacate, Rudinei Marques, foi um dos palestrantes do debate.
O presidente do Fonacate, Rudinei Marques, foi um dos palestrantes do debate.
O presidente do Fonacate, Rudinei Marques, foi um dos palestrantes do debate.
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support