Fonacate prepara Conferência online sobre governo digital, inteligência artificial e teletrabalho no serviço público

Fonacate prepara Conferência online sobre governo digital, inteligência artificial e teletrabalho no serviço público

"O objetivo é reunir especialistas, governo, parlamentares e servidores públicos em uma discussão sobre a prestação digital de serviços públicos", explicou o presidente do Fonacate e do Unacon Sindical, Rudinei Marques.

Com informações de:
Ascom/FONACATE

Publicado em: 14/07/2020 19:18

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on skype
Share on telegram

Publicado em: 14/07/2020 19:18

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on skype
Share on telegram

Não há dúvidas de que a pandemia provocada pelo novo coronavírus demonstrou a capacidade do servidor público em inovar e se adaptar rápido às mudanças. Os resultados alcançados com o teletrabalho têm sido elogiados com frequência pela Secretaria de Gestão e Desempenho de Pessoal (SGP) do Ministério da Economia.

O Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) sempre foi um grande defensor da modernização digital e da desburocratização no serviço público. E levará novamente essa pauta para um importante debate virtual que deve ser realizado em setembro.

“O objetivo é reunir especialistas, governo, parlamentares e servidores públicos em uma discussão sobre a prestação digital de serviços públicos”, explicou o presidente do Fonacate e do Unacon Sindical, Rudinei Marques.

Governo digital, inteligência artificial e fundamentos para o teletrabalho na Administração Pública devem ser as temáticas abordadas. O assunto foi deliberado durante Assembleia Geral Extraordinária do Fórum, realizada na tarde desta terça-feira (14), que debateu ainda o retorno presencial pós-pandemia e projetos parlamentares que serão monitorados com atenção redobrada nesse segundo semestre.

A decisão açodada de alguns órgãos em retomar o trabalho presencial tem preocupado carreiras. “Sabemos que a Administração Pública ainda não tem condições de propiciar um ambiente seguro para o retorno ao trabalho presencial, com plano de contingências, adequação das estações de trabalho e de ventilação, distribuição de EPIs e outras medidas necessárias”, alertou Marques.

Já o vice-presidente do Fórum e presidente do Sinal, Paulo Lino, destacou que essa é a hora do debate junto ao governo, que tem percebido que o teletrabalho saiu a contento e gerou uma grande economia, para pontuar questões essenciais, como as condições físicas (computadores e internet), assim como resguardar a vida dos servidores e familiares em função da pandemia.

Nesta quarta, 15, o Fonacate volta a debater a proposta para a implementação do teletrabalho com o secretário da SGP, Wagner Lenhart. Representantes do Fórum têm reiterado que os normativos regulamentando o assunto não devem exigir produtividade maior do que o normal, mas ater-se à aferição de resultados, sem descuidar de fornecer meios adequados ao trabalho remoto.

PARLAMENTAR – A Comissão Parlamentar do Fonacate apresentou três projetos que devem ser acompanhados com atenção no Congresso Nacional a partir de agosto: o Projeto de Lei do Senado (PLS) 116/2017, que trata da perda do cargo público por insuficiência de desempenho; e as Propostas de Emenda à Constituição (PEC) 188/2019, que estabelece medidas de ajuste fiscal aplicáveis ao custeio da máquina pública, e 438/2018, que cria gatilhos para conter as despesas públicas.

“Já temos notas técnicas e estudos sobre esses projetos, assim como definimos uma estratégia de ação para a agir proativamente e atuar junto os congressistas quando retomarem os debates sobre estas matérias”, afirmou Celso Malhani, coordenador da Comissão Parlamentar do Fórum e diretor da Fenafisco.

As entidades afiliadas ao Fonacate têm acompanhado as votações remotas dos deputados federais e senadores e receiam que esse processo facilite a votação mais ágil de propostas que podem retirar direitos do funcionalismo. “Temos que ficar em cima, porque, enquanto durar a pandemia, sabemos que essa conversa com os parlamentares deve ser pontual e objetiva”, completou Malhani.

Categoria

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out LoudPress Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out LoudPress Enter to Stop Reading Page Content Out LoudScreen Reader Support
Scroll Up