Conferência do Fonacate debate “Rumo ao Estado Necessário”

Conferência do Fonacate debate “Rumo ao Estado Necessário”

“É preciso sempre lembrar que o serviço público tem a responsabilidade de atenuar as vicissitudes sociais, de promover o desenvolvimento, a educação, a saúde, a segurança e a cultura. Todos nós temos, então, o compromisso de tornar o Estado brasileiro mais forte e qualificado.”

Com informações de: Invicta p/FONACATE

Com a proposta de debater caminhos para o “Estado Necessário”, o Fonacate abriu na manhã desta terça-feira, 24 de maio, a 7ª Conferência Nacional das Carreiras Típicas de Estado. Para iniciar as discussões, que se desdobram ao longo do dia em painéis temáticos, o presidente do Fórum, Rudinei Marques, o presidente da Frente Servir Brasil, deputado professor Israel Batista (PSB-DF), e o fundador e conselheiro do República.Org, Guilherme Coelho, apresentaram um panorama sobre os principais desafios do setor público no atual contexto político, econômico e social.

“É preciso sempre lembrar que o serviço público tem a responsabilidade de atenuar as vicissitudes sociais, de promover o desenvolvimento, a educação, a saúde, a segurança e a cultura. Todos nós temos, então, o compromisso de tornar o Estado brasileiro mais forte e qualificado”, pontuou Marques, ao ressaltar a importância do debate no momento em que o Estado lida com o aumento da demanda da população. Na mesma linha, o deputado Professor Israel destacou que não se pode “perder de vista que, no Brasil, a ação do Estado, de maneira planejada, de maneira calculada, foi responsável pelos maiores avanços sociais”.

O parlamentar enfatizou, ainda, que a discussão sobre o “Estado Necessário” não pode ser simplificada ao tamanho da máquina pública. “Nós enfrentamos a tentativa de aprovação da PEC 32, que era um texto muito ruim e carecia de legitimidade, porque tinha um foco na questão fiscal e no fim da estabilidade”, completou.

O representante do República.Org aproveitou o espaço para parabenizar os doze milhões de servidores públicos brasileiros. “Falar de gestão pública, é falar das pessoas que nela trabalham e merecem ser valorizadas, merecem ser reconhecidas”, afirmou Guilherme.

DESAFIOS

Além da possibilidade de retomada da reforma administrativa após o período eleitoral, que já vem sendo anunciada por interlocutores do governo, o aumento do assédio institucional, as tentativas de fragilização do mandato classista e a ausência de uma política salarial que preserve o poder de compra dos servidores foram alguns dos desafios identificados pelos participantes.

“Nós sabemos que o que está por trás da ausência de uma política salarial e por trás da malfadada PEC 32 é, justamente, essa dominância financeira e a privatização das finanças públicas que busca ditar os rumos do país”, avaliou o presidente do Fonacate, ao adiantar o tema do primeiro painel da 7ª Conferência.

O evento segue ao longo do dia, com transmissão ao vivo no Youtube.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on skype
Share on telegram

Notícias Relacionadas

O webinar será realizado pelo Fonacate no próximo dia 24 de agosto, às 14h30. A transmissão será pelo canal do Fonacate no Youtube e pelas redes sociais das entidades afiliadas.
O webinar será realizado pelo Fonacate no próximo dia 24 de agosto, às 14h30. A transmissão será pelo canal do Fonacate no Youtube e pelas redes sociais das entidades afiliadas.
O webinar será realizado pelo Fonacate no próximo dia 24 de agosto, às 14h30. A transmissão será pelo canal do Fonacate no Youtube e pelas redes sociais das entidades afiliadas.
Sobre o processo eleitoral, o Fonacate planeja o Encontro com os Presidenciáveis para a entrega da Carta de Princípios.
Sobre o processo eleitoral, o Fonacate planeja o Encontro com os Presidenciáveis para a entrega da Carta de Princípios.
Sobre o processo eleitoral, o Fonacate planeja o Encontro com os Presidenciáveis para a entrega da Carta de Princípios.
“A preocupação com a gestão pública é relativamente recente, em nosso país. Enquanto não a entendermos como elemento primordial para a construção de um Estado necessário, eficiente, moderno e desenvolvido, infelizmente não conseguiremos avançar”, ressaltou o ministro.
“A preocupação com a gestão pública é relativamente recente, em nosso país. Enquanto não a entendermos como elemento primordial para a construção de um Estado necessário, eficiente, moderno e desenvolvido, infelizmente não conseguiremos avançar”, ressaltou o ministro.
“A preocupação com a gestão pública é relativamente recente, em nosso país. Enquanto não a entendermos como elemento primordial para a construção de um Estado necessário, eficiente, moderno e desenvolvido, infelizmente não conseguiremos avançar”, ressaltou o ministro.
“Em um país de tamanhas desigualdades cabe ao Estado, mais do que atenuar as vicissitudes sociais, promover a igualdade. E é por isso que estamos aqui, para que o Estado seja cada vez mais efetivo nessa direção”, afirmou Rudinei Marques.
“Em um país de tamanhas desigualdades cabe ao Estado, mais do que atenuar as vicissitudes sociais, promover a igualdade. E é por isso que estamos aqui, para que o Estado seja cada vez mais efetivo nessa direção”, afirmou Rudinei Marques.
“Em um país de tamanhas desigualdades cabe ao Estado, mais do que atenuar as vicissitudes sociais, promover a igualdade. E é por isso que estamos aqui, para que o Estado seja cada vez mais efetivo nessa direção”, afirmou Rudinei Marques.
Especialistas defendem que a construção de um serviço público moderno e de uma burocracia eficiente passa pelo aperfeiçoamento orçamentário, e depende, também, do enfrentamento a questões sociais e ambientais.
Especialistas defendem que a construção de um serviço público moderno e de uma burocracia eficiente passa pelo aperfeiçoamento orçamentário, e depende, também, do enfrentamento a questões sociais e ambientais.
Especialistas defendem que a construção de um serviço público moderno e de uma burocracia eficiente passa pelo aperfeiçoamento orçamentário, e depende, também, do enfrentamento a questões sociais e ambientais.
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support