Abertura da 6a Conferência Nacional das Carreiras de Estado é um sucesso

Abertura da 6a Conferência Nacional das Carreiras de Estado é um sucesso

Cerimônia de abertura contou a participação dos deputados professor Israel Batista e Fábio Trad

Com informações de:
Invicta Comunicação p/ FONACATE

Publicado em: 28/10/2020 20:51

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on skype
Share on telegram

Publicado em: 28/10/2020 20:51

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on skype
Share on telegram

Com uma homenagem bem-humorada, protagonizada pela Cia de Comédia G7, ao Dia do Servidor Público, comemorado nesta quarta-feira, 28 de outubro, o Fonacate abriu a 6ª edição da Conferência Nacional das Carreiras de Estado, que, neste ano, em atenção às recomendações sanitárias, é realizada em formato virtual.

A cerimônia de abertura contou com a presença dos deputados professor Israel Batista (PV/DF) e Fábio Trad (PSD-/MS), coordenadores da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil), do presidente de honra do Fórum, Roberto Kupski e do anfitrião, presidente Rudinei Marques.

Alinhados ao tema da Conferência, “O Futuro do Serviço Público no Brasil”, os participantes falaram do papel do setor na recuperação econômica e no enfrentamento à pandemia.

Para Marques e Kupski, a solução dos desafios atuais passa, necessariamente, por um serviço público de qualidade. “Precisamos retomar o crescimento econômico e nós, servidores públicos, temos um papel fundamental nesse processo. O futuro do país depende de um serviço público forte”, ponderou o presidente do Fórum.

Essa construção, na opinião do deputado Trad, depende da ampliação do debate em torno da proposta de reforma administrativa, garantindo voz aos servidores. “O serviço público brasileiro é o próprio Brasil, que serve, que atende, que contribui e, por fim, que resolve”, destacou o parlamentar.

A atuação em defesa do serviço público no Congresso Nacional foi a tônica do discurso do deputado Israel Batista. À frente da Servir Brasil, ele falou sobre a relevância das contribuições técnicas para a discussão sobre a Administração Pública. “Decidimos produzir conhecimento, ao notarmos que os dados usados pelo governo não eram confiáveis”, relembrou.

Embora o start tenha sido há um ano, e, desde então, mais de 15 estudos já tenham sido publicados, ainda há grande repercussão de dados distorcidos e, em alguns casos, a ausência de informações primordiais. “Os dados que embasam a PEC 32/2020 não estão completos. Não há, por exemplo, uma análise do impacto orçamentário”, pontuou o congressista.

Confira abaixo ao evento na íntegra

Categoria

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Scroll Up