Ministro Paulo Guedes adota argumentos do Fonacate e descarta redução salarial

Ministro Paulo Guedes adota argumentos do Fonacate e descarta redução salarial

Em videoconferência com a XP Investimentos, neste sábado, 28, Guedes descarta redução salarial do funcionalismo.

Com informações de:
FONACATE

Publicado em: 29/03/2020 11:51

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on skype
Share on telegram

Publicado em: 29/03/2020 11:51

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on skype
Share on telegram

O ministro da Economia, Paulo Guedes, em live com XP Investimentos, neste sábado, 28, considerou inade

quadas as propostas em tramitação no Congresso Nacional acerca de eventual redução salarial do funcionalismo.

Guedes observou, na mesma linha defendida pelo Fonacate nas últimas semanas, que não faz sentido reduzir salários de servidores – e, portanto, a diminuir demanda por bens e serviços – no momento em que o Estado precisa injetar liquidez no mercado para enfrentar o desaquecimento provocado pelo Coronavírus.

Desde o início da crise, seja com interlocutores do Congresso Nacional, seja em entrevistas na mídia, o Fonacate vem argumentando que eventuais cortes seriam não apenas inconstitucionais, como antieconômicos, pois a massa salarial do funcionalismo contribui para manter o consumo de bens e serviços. Com efeito, não é preciso cortar de alguém para cobrir outras despesas, pois o momento impõe que o governo federal injete dinheiro novo, a fim de salvar vidas e a própria economia.

O Fonacate também se posicionou (por meio de Nota Pública) firmemente contrário à suspensão dos contratos de trabalho na iniciativa privada previsto na MP 927/2020 (clique aqui e saiba mais).

Assista ao vídeo abaixo:

Categoria

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Scroll Up