Entidades intensificam ações contra a Reforma Administrativa

Entidades intensificam ações contra a Reforma Administrativa

Rudinei Marques, presidente do Fonacate, tem dado diversas entrevistas para a imprensa e garante que até pessoas próximas ao Planalto admitem que não é aconselhável votar a PEC 32 como está.

Com informações de: Ascom/FONACATE

Pronta para ir a plenário na Câmara dos Deputados nos próximos dias, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/2020, da reforma administrativa, enfrenta forte resistência de alguns parlamentares e da sociedade civil organizada.

Desde semana passada, o Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate) e diversas outras entidades representativas dos servidores públicos fazem atos em aeroportos e na frente do anexo II da Câmara contra a proposta (assista ao vídeo no final da matéria).

Nesta terça-feira (5/10), os servidores marcaram presença no aeroporto de Brasília aguardando o desembarque dos deputados federais, com bandeiras, faixas e músicas alertando para os prejuízos da PEC 32. O ato também ocorreu durante o embarque em outras seis capitais, como Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.

Rudinei Marques, presidente do Fonacate, tem dado diversas entrevistas para a imprensa e garante que até pessoas próximas ao Planalto admitem que não é aconselhável votar a PEC 32 como está. “Daqui pra frente é força total para derrubar integralmente a PEC 32. A entrega do serviço público para exploração econômica, via instrumentos de cooperação, as terceirizações irrestritas e a previsão de redução de até 25% dos salários caiu entre os servidores como a granada aludida pelo ministro Guedes”, afirmou.

 

Junte-se a nós nessa luta! Cobre seu/sua deputado (a) federal que se manifeste contra a PEC 32. Confira todo o material contra a PEC disponível em nossas redes sociais: Youtube, Twitter, Facebook e Instagram.

 

Participe compartilhando e comentando o conteúdo de nossas redes e acompanhe os atos que estão sendo realizados nos Estados e em Brasília. Hoje, às 16h, tem nova manifestação no Anexo II da Câmara. E assim vai ser até a derrubada da proposta. #PEC32Não

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on skype
Share on telegram

Notícias Relacionadas

“A preocupação com a gestão pública é relativamente recente, em nosso país. Enquanto não a entendermos como elemento primordial para a construção de um Estado necessário, eficiente, moderno e desenvolvido, infelizmente não conseguiremos avançar”, ressaltou o ministro.
“A preocupação com a gestão pública é relativamente recente, em nosso país. Enquanto não a entendermos como elemento primordial para a construção de um Estado necessário, eficiente, moderno e desenvolvido, infelizmente não conseguiremos avançar”, ressaltou o ministro.
“A preocupação com a gestão pública é relativamente recente, em nosso país. Enquanto não a entendermos como elemento primordial para a construção de um Estado necessário, eficiente, moderno e desenvolvido, infelizmente não conseguiremos avançar”, ressaltou o ministro.
“Em um país de tamanhas desigualdades cabe ao Estado, mais do que atenuar as vicissitudes sociais, promover a igualdade. E é por isso que estamos aqui, para que o Estado seja cada vez mais efetivo nessa direção”, afirmou Rudinei Marques.
“Em um país de tamanhas desigualdades cabe ao Estado, mais do que atenuar as vicissitudes sociais, promover a igualdade. E é por isso que estamos aqui, para que o Estado seja cada vez mais efetivo nessa direção”, afirmou Rudinei Marques.
“Em um país de tamanhas desigualdades cabe ao Estado, mais do que atenuar as vicissitudes sociais, promover a igualdade. E é por isso que estamos aqui, para que o Estado seja cada vez mais efetivo nessa direção”, afirmou Rudinei Marques.
Especialistas defendem que a construção de um serviço público moderno e de uma burocracia eficiente passa pelo aperfeiçoamento orçamentário, e depende, também, do enfrentamento a questões sociais e ambientais.
Especialistas defendem que a construção de um serviço público moderno e de uma burocracia eficiente passa pelo aperfeiçoamento orçamentário, e depende, também, do enfrentamento a questões sociais e ambientais.
Especialistas defendem que a construção de um serviço público moderno e de uma burocracia eficiente passa pelo aperfeiçoamento orçamentário, e depende, também, do enfrentamento a questões sociais e ambientais.
“O livro, portanto, é uma crítica ao modelo econômico que está em implementação no Brasil e, ao mesmo tempo, uma sugestão de caminho para o desenvolvimento nacional, a organização do Estado e o manejo da política econômica”, afirma José Celso.
“O livro, portanto, é uma crítica ao modelo econômico que está em implementação no Brasil e, ao mesmo tempo, uma sugestão de caminho para o desenvolvimento nacional, a organização do Estado e o manejo da política econômica”, afirma José Celso.
“O livro, portanto, é uma crítica ao modelo econômico que está em implementação no Brasil e, ao mesmo tempo, uma sugestão de caminho para o desenvolvimento nacional, a organização do Estado e o manejo da política econômica”, afirma José Celso.
“É preciso sempre lembrar que o serviço público tem a responsabilidade de atenuar as vicissitudes sociais, de promover o desenvolvimento, a educação, a saúde, a segurança e a cultura. Todos nós temos, então, o compromisso de tornar o Estado brasileiro mais forte e qualificado.”
“É preciso sempre lembrar que o serviço público tem a responsabilidade de atenuar as vicissitudes sociais, de promover o desenvolvimento, a educação, a saúde, a segurança e a cultura. Todos nós temos, então, o compromisso de tornar o Estado brasileiro mais forte e qualificado.”
“É preciso sempre lembrar que o serviço público tem a responsabilidade de atenuar as vicissitudes sociais, de promover o desenvolvimento, a educação, a saúde, a segurança e a cultura. Todos nós temos, então, o compromisso de tornar o Estado brasileiro mais forte e qualificado.”
“Rumo ao Estado Necessário” é a temática do evento, que contará com a participação de diversos especialistas.
“Rumo ao Estado Necessário” é a temática do evento, que contará com a participação de diversos especialistas.
“Rumo ao Estado Necessário” é a temática do evento, que contará com a participação de diversos especialistas.
Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Scroll Up